Dicas para superar a timidez!

Todas as pessoas em certas situações poderão apresentar comportamento tímido, mas ninguém nasce sobre o julgo da timidez.

Pesquisas têm mostrado que crianças submetidas a situações de humilhação, desvalorização, ameaça, educação rígida e proteção excessiva, começam desde cedo a ter dificuldades em expressar seus pensamentos e emoções.

Por que o tímido age assim?

  • Talvez por não reconhecer sua própria competência;

  • Talvez por ser exigente demais, no qual simples realizações pode se tornar um martírio;

  • Talvez por receio de passar uma imagem que provoque riso ou zombaria.

Prejuízos causados pela timidez

A timidez é um elemento que causa mal estar e cria barreiras no relacionamento interpessoal.

Quando nos estudos, mesmo o tímido conhecendo muito sobre um assunto, evitará apresentá-lo em público. São aqueles alunos que jamais fazem perguntas. Para evitar ansiedade se afastam do convívio social.

Quando no mercado de trabalho, mesmo o tímido sendo capaz, ele poderá evitar aquelas profissões em que tem que se expor muito, falar em público, debater ideias…

Existem pessoas que são mais caladas que outras, mas que apesar de serem quietas possuem autoestima e não são tímidas, são chamadas de introvertidas. Que é o contrário daqueles que não falam por medo de serem rejeitados ou colocados de lado.

Ansiedade

Ansiedade e insegurança surgem em momentos em que o tímido está muito preocupado – ao que os outros pensarão sobre ele. Principalmente se esse outro for alguém que não conhece ou julga ser importante.

Medo

O medo do futuro e do fracasso – estes dois obstáculos o tímido conhece bem, porque supervaloriza o risco que pode correr.

Para não sofrer o tímido evita situações que não conhece.

O tímido se previne o tempo todo, teme sofrer ameaças.

Há também momentos no desenvolvimento humano que a timidez atua de forma marcante como por exemplo, na adolescência.

Mas não importa a idade, se o tímido estiver disposto a transformar-se em um desinibido.

7 Dicas para ficar desinibido

  1. O medo que é sentido pelo tímido vai diminuindo cada vez que ele se arrisca e obtêm sucesso;

  2. O tímido é reconhecido pelas coisas que deixa de fazer por medo, por isto deve agir ao invés de ficar passivo;

  3. Encarar pequenos desafios naquelas situações que lhe causam embaraço;

  4. Pegar para si a responsabilidade pela mudança. Mas isso é um trabalho de enfrentamento que deve ser feito pouco a pouco, conquista a conquista;

  5. Parar de se proteger tanto, pois suas defesas nada mais servem do que para manter o comportamento tímido;

  6. Relacionar-se mais com as pessoas para treinar a confiança em si;

  7. Preocupar-se menos com a imagem que está passando para as pessoas – menos críticas x menos cobrança.

Faltas e excessos do tímido

Falta imposição – se atuasse de forma a defender seu ponto de vista e gostos conseguiria mostrar naturalidade em sua opinião. Só assim a timidez seria substituída pela autoconfiança.

Excede em ser conduzido pelas vontades dos outros – ficando sempre em segundo plano si suas necessidades.

Falta reconhecer o seu próprio valor, pois ele excede em dar tanta importância ao que os outros pensam sobre si mesmo.

Excede a tentativa de alguns tímidos em passar uma imagem que é extrovertido. Ser mais expansivo ou mais reservado não define se um tipo de personalidade é melhor que a outra, pois as pessoas desvalorizam o que não parece ser verdadeiro.

A timidez não é uma doença, mas no momento em que uma pessoa não está conseguindo superar, está sentindo ansiedade elevada e desconforto, deve procurar ajuda profissional.

Vencer a timidez é possível. O impossível foi criado por alguém que não soube lutar e desistiu.

É dentro de nós que está o nosso pior inimigo, mas também o melhor amigo. Somos nós que escolhemos com quem vamos passar os dias de nossa vida. Primeiro ocorre de dentro para fora, onde estendemos para aquelas pessoas que estão ao nosso redor.

O importante é viver bem, ter saúde, adquirir autoconfiança, e assim conquistar a prosperidade e a liberdade.

“Apenas quando descobrimos o amor próprio, percebemos o que nos faltava para ser feliz!”

Maria Cristina Santos Araujo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s